Procurar
Close this search box.
Mafalda Maria Quintela Saldanha da Cunha

Mafalda Maria Quintela Saldanha da Cunha

A Mafalda é responsável das Equipas de Jovens da Ericeira. É equipista desde 2015 e trabalha na Sonae MC na área comercial dos Vinhos. Se precisarem de conselhos sobre que vinho levar a um jantar perguntem à Mafalda.

Retiro de Silêncio

No fim de semana de 3 a 5 de março as Equipas de Jovens de Nossa Senhora fizeram o seu Retiro de Quaresma dinamizado pela Expansão Centro Sul. Chegada a sexta-feira, 17 jovens vindos de várias partes do país instalaram-se então em Belas, na casa da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima.

Desafiados a viver grande parte do tempo em silêncio, fomos convidados a meditar e o Episódio da Transfiguração, em que Jesus sobe ao monte com os seus amigos Pedro, Tiago e João, e a juntarmo-nos, cada um dos 17 que ali estávamos, a eles. E que bom que foi estarmos ali!

Adoração ao Santíssimo | Fotografia de Inês Jesus Costa

Chegada a data e hora marcada, encontrámo-nos então em Belas, na que seria a nossa casa para esse fim de semana. Casa essa que reunia todas as condições e mais algumas para podermos viver a 100% tudo o que se iria passar nos dias seguintes, e por isso só temos a agradecer às Irmãs, servas de Nossa Senhora de Fátima que tão prontamente e tão bem nos receberam em sua casa.

Depois de um jantar animado em que pudemos dar uso, pela última vez nas 30 horas seguintes, às nossas cordas vocais sem restrição, e em que aproveitámos para conhecer mesmo que por alto os restantes participantes que nos iriam acompanhar neste retiro, rapidamente fomos convidados não só a relembrar o Evangelho da Transfiguração, mas desafiados a vivê-lo com Jesus, durante todo fim de semana.

Para isso, percebemos que íamos passar por 3 grandes desafios:

1. SUBIR ao monte com aqueles Pedros, Tiagos, Joões que Jesus escolheu para cada um ter do seu lado, naquela sexta-feira.

2. ESTAR em cima do Monte e ESCUTAR o Filho muito amado de Deus, no Sábado.

3. LEVANTAR e sem temer, DESCER do monte para regressarmos a casa, no Domingo.

Assim, começamos então a grande escalada que tínhamos pela frente, tomando consciência das dificuldades que nos atribulariam a subida ao cume. Entre elas, deixar a comodidade das nossas casas, o sentimento de FOMO (fear of missing out) dos programas de sexta-feira à noite que cancelámos para ali estar, deixar as redes sociais e tecnologias, e acima de tudo calar as palavras de livre demanda que saem pela nossa boca, para se fazer silêncio.

Via Sacra nos jardins da Quinta das Tílias | Fotografia de Inês Jesus Costa

Para arranjarmos forças para a subida atribulada ao alto monte nessa sexta-feira de quaresma, rezámos a Via Sacra de Jesus pelos jardins da Quinta das Tílias. Reviver o caminho da Cruz ajudou-nos a relembrar tudo o que Jesus sofreu por cada um nós, tudo para nos salvar. Como podemos ler em João 15-13: “Não há amor maior do que aquele que dá a vida pelos seus amigos”. E naquela morte tão sofredora, lembrámos o quanto Jesus nos ama e quanto queremos estar com Este nosso Amigo!! Subimos por isso apressados, para Ficarmos e descansarmos com Ele nessa noite.

No dia seguinte, acordámos em cima do monte com Jesus. Apercebemo-nos que a estadia no monte com Ele era um convite para a nossa Conversão, neste tempo de Quaresma e no agora das vidas de cada um. E ainda que, a nossa Conversão implica uma mudança no nosso coração e no nosso olhar sobre Jesus, sobre nós próprios e sobre os outros.

Assim ao longo do dia, Escutámos o Filho muito amado de Deus, através da ação do Espírito Santo sobre o Padre Tiago (que nos acompanhou tão bem, durante todo o retiro) e meditámos então como a Oração, o Jejum e a Esmola, os três pilares a que somos desafiados a praticar especialmente neste tempo de Quaresma, são essenciais para esta mudança do nosso coração. Ouvimos as dificuldades e tentações que podemos ter com cada um destes pilares, foi nos explicado porque são de facto fundamentais para a nossa vida, e conhecemos vários exemplos da forma como Jesus os praticou. Depois de cada meditação foi tempo de refletirmos a sós como os temos vivido, e quais as nossas dificuldades para assim compreendermos como os podemos viver melhor!

No romper da noite tivemos ainda oportunidade de olhar Jesus transfigurado, tal como os apóstolos naquele monte, e adorá-lo no Pão. Levados pelo fervor daquele encontro, de percebermos tal como Pedro, do bom que era estamos ali (!) , desprendemos as nossas vozes para cantarmos a nossa vida, a nossa amizade, a nossa entrega ao Senhor. Cantámos tanto e tão alto (que acordámos as Irmãs)!

O grupo dos 17 equipistas com o Pe Tiago Fonseca e uma das irmãs da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima | Fotografia de Inês Jesus Costa

No último dia, chegou a hora de regressar, descer do monte depois de transformados por aquele encontro. Descemos em conjunto, em modo partilha uns com os outros sobre os momentos da nossa vida em que já tínhamos visto Jesus transfigurado, numa esperança de que com o exemplo e experiência daqueles amigos de Jesus, pudéssemos abrir ainda mais os olhos, os ouvidos e o coração para encontrarmos cada vez mais Jesus no dia-a-dia. Depois de vivermos tudo isto, saímos cheios de entusiasmo de fazermos muito barulho ao regressar às nossas vidas!

E que bom que foi estarmos ali!

Ser Equipista a 100%

31 de Janeiro, começou a P89. A base do movimento começa aí, em cada reunião de equipa, na nossa equipa base. Foram 9 anos de reuniões, de tanto bem recebido, e de um encontro grande com Jesus, levados ao colo

Quaresma 2024

Queridos equipistas! Começamos hoje o tempo de preparação para a Páscoa, o acontecimento central da nossa Fé! Vamos celebrar o que celebramos em cada Domingo, mas que é o Tudo da nossa vida: O Verbo que se fez carne, e

4º Domingo do Advento

4º Domingo do Advento Maria dará à luz um Filho! Do Evangelho Segundo São Mateus (Mt 1, 18-25) O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida