Sarah Grave e Mar Durão

Sarah Grave e Mar Durão

A Mar é equipista desde 2020, fazendo parte da S52. É uma das mais recentes adições do Secretariado de Santarém, como responsável de comunicação. Estuda Línguas e Humanidades no Liceu Sá da Bandeira. Podem encontrá-la pelas ruas da cidade com um bom livro na mala e uma "juba" inconfundível. A Sarah entrou para as equipas em 2019 e faz parte da S41, também é membro do Secretariado no fantástico pelouro da comunicação. Estuda psicologia na Católica em Lisboa e está agora a fazer Erasmus em Budapeste, a acrescentar mais um destino à sua lista de viagens pelo mundo!

Maria do Ribatejo

Como escolher o ponto alto da edição deste ano? A edição de 2022 Maria do Ribatejo foi no fim de semana de 28 a 30 de outubro. Os equipistas começaram a chegar a Valada por volta das 19h, e desde o primeiro minuto em que puseram o pé no coração do Ribatejo, os momentos de convívio e animação não cessaram! O nosso grande fim de semana começou com uma adoração ao Santíssimo, o que nos permitiu entrar com o pé direito nos restantes dias da MR. Após o momento da ceia, era hora de ir descansar pois esperava-nos um segundo dia em cheio.

A adoração ao Santíssimo foi primeiro momento de oração do fim de semana em Valada.

Com a animação da alvorada e do pequeno almoço, começamos o nosso segundo dia com um momento de oração em grupo, seguida da primeira conferência do fim de semana “Como é bom estarmos com Maria” dada pela Nena Barroso e Maria Moradias e do peddy paper onde pusemos à prova os talentos e conhecimentos dos equipistas. Com muita cantoria e jogos de matraquilhos, chega a hora do almoço, onde a equipa da cozinha prova mais uma vez ser merecedora da estrela Michelin!

As oradoras da conferência “Como é bom estarmos com Maria”, Nena Barroso e Maria Moradias.

A tarde foi passada a ouvir mais duas conferências, a primeira sobre “Como é bom acolher” (dada pela Maria e Miguel Sepúlveda), e a terceira do dia sobre “Como é bom estarmos como Ele quer” (apresentada pela Leonor Neto Rebelo).Como já referimos, os momentos de animação nunca eram demais, e a prova deste facto deu-se com o desenrolar de uma Champion’s League de matraquilhos, antes da hora do jantar. De seguida, com a nossa confiança posta em S. Pedro de que não ia chover, arrancamos para a procissão das velas, acompanhados por membros da paróquia de Valada.

Os equipistas juntaram-se aos paroquianos de Valada para uma procissão das velas, no sábado à noite.

Domingo, mais um dia mais uma alvorada! Logo pela manhã, as arrumações tiveram início, antecipando o fim do nosso fim de semana. Para acabar em grande, tivemos duas excelentes conferências: “Como é bom estarmos aqui” com o testemunho emocionante de Nuno Mata, e “Como é bom estarmos aqui nas JMJ”, dada pela Maria Rodrigues e Mariana Prudêncio, seguidas da missa na igreja de Valada. Com as emoções à flor da pele, as despedidas foram difíceis, no entanto havia um sentido de esperança de nos voltarmos a encontrar com o mesmo propósito em 2023.

Fotografia do grupo dos participantes da Maria do Ribatejo 2022.

Posto isto, e voltando à questão inicial: não deu para escolher o ponto alto da Maria do Ribatejo, pois cada momento foi muito bom e único à sua maneira! Não podemos deixar de agradecer aos mais de 100 equipistas e casais que se juntaram a nós e nos mostraram como de facto foi bom estarmos ali!

CAS- Convívio Anual de Secretariados

No fim de semana de 30 de setembro a 2 de outubro, os secretariados das Equipas de Jovens de Nossa Senhora reuniram-se no CAS (Convívio Anual de Secretariados). Recebidos pelas Servas de Nossa Senhora de Fátima, os secretariados dos oito

Garraiada em Évora

No dia 16 de outubro o setor de Évora teve a sua atividade de abertura. Uma GARRAIADA! Já há algum tempo que queríamos fazer uma atividade que motivasse os nossos equipistas a começar o ano em grande. Acho que conseguimos!

Peregrinação de Outubro

Nos passados dias 5 a 9 deste mês, as Equipas de Jovens de Nossa Senhora juntaram-se novamente para a habitual peregrinação ao Santuário de Fátima. O desafio mostrou-se acrescido como já não o era desde há algum tempo. Os peregrinos